conteúdo do menu
conteúdo principal

NOTÍCIAS

12/12/2018

Parlamento Regional encerra ano com saldo positivo

Composto por 19 presidentes de Câmaras da Serra, o Parlamento Regional realizou neste ano diversos oficios e manifestos.

COMPARTILHAR NOTÍCIA

Em 2018, o Parlamento Regional, composto por presidentes de Câmaras da Serra Gaúcha, pautaram importantes assuntos de interesse público. Nas reuniões realizadas pelo grupo, foram discutidos e encaminhados documentos relacionados à saúde, segurança, infraestrutura de rodovias, cadeia produtiva da uva e do vinho, telefonia móvel, energia elétrica, entre outros. O principal objetivo do Parlamento Regional é a busca por alternativas que resultem em melhorias para a região.

No primeiro semestre, o Parlamento Regional da Serra Gaúcha elaborou manifestos para serem entregues a autoridades, buscando e apresentando alternativas para os temas debatidos nas reuniões. Um deles se refere ao fornecimento e tratamento da água em alguns municípios, realizado pela Corsan. Após apresentação do manifesto, o superintendente regional da Companhia, Felipe Agostinho Caimi, e os gestores que representam as cidades de Antônio Prado, Bento Gonçalves, Garibaldi e Farroupilha, compareceram a uma das reuniões do Parlamento para prestar esclarecimentos e apontar as melhorias que estavam sendo realizadas. Outro tema trazido por meio de manifesto é referente à conclusão da BR-470, no trecho de 40 quilômetros entre André da Rocha a Lagoa Vermelha. O documento foi entregue a senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS), a qual demonstrou interesse e apoio a continuidade à obra.

A zona franca do vinho também foi tema de manifesto, entregue ao Deputado João Derly. Com a investida, os presidentes buscam incluir mais municípios da Serra Gaúcha no Projeto de Lei no 9045/2017, de autoria do parlamentar, que atualmente cita apenas quatro cidades, Bento Gonçalves, Garibaldi, Monte Belo do Sul e Santa Tereza. Atualmente a proposição está tramitando na Câmara dos Deputados. Também entregou manifesto a Receita Federal. O documento relatava o descontentamento a transformação da agência do município em posto de atendimento.

Um fato marcante no ano de trabalho do Parlamento Regional foi a organização de um debate com os candidatos ao governo do Estado, promovido juntamente com CIC Serra e OAB.

Já no segundo semestre documentos que pautaram problemas nas rodovias da região, como sinalização, trafegabilidade e consertos de placas e buracos, foram encaminhados ao diretor-geral do Departamento Autonomo de Estradas de Rodagem (Daer), Rogério Uberti, na área da saúde sobre falta de atendimento em traumatologia nos município e a situação financeira dos hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na região. A segurança também foi muito debatida no segundo semestre de encontros do Parlamento Regional. Diante da relevância do tema, foi encaminhado ao futuro governador do estado, Eduardo Leite, um ofício solicitando a permanência dos mais de 60 Policiais Militares que estão fazendo curso de formação na Serra Gaúcha. O documento pede atenção sobre a possível permanência dos brigadianos na região. Outro assunto abordado pelos presidentes foi os problemas com sinais de telefonia móvel e internet no interior dos municípios, bem como problemas de iluminação, atendimento e troca de postes para a empresa que administra este segmento (RGE).

A vereadora Patrícia Camassola Tomé defende a importância do Parlamento Regional e as demandas debatidas no encontro. Em sua explanação na reunião de encerramento do ano realizado nesta terça-feira, na Câmara de Garibaldi, ela frisou a importância do grupo. “O Parlamento Regional existe há dois anos e é de extrema importância a junção de vários presidentes de Câmara para tentar resolver os problemas existentes em comum de cada município. É uma soma de forças que tem muito futuro pela frente”, ressalta ela.

Em 2018, o Parlamento Regional teve como presidente o vereador Moisés Scussel Neto de Bento Gonçalves,  vice-presidente, a vereadora Patrícia Camassola Tomé de São Marcos e como secretário, o vereador Moisés Nekel de Garibaldi.

A nova diretoria será empossada na primeira reunião que será realizada em 2019.

 

Texto e fotos: Raiane Martininghi - MTE 18.874